Arquivo de dezembro, 2010

Mas afinal de contas o que é Réveillon? Além de ser uma palavra dificil que poucas pessoas conseguem escrever corretamente sem procurar no dicionário ou jogar no google (que foi o que eu fiz), Réveillon é também a forma besta que chamamos o Ano-Novo e é também um termo oriundo do verbo francês réveiller, que em português significa “despertar”.

Mas o que é na verde esse tal de Ano-Novo, bem a nossa comemoração (e quando eu digo nossa falo de todos os países Ocidentais) tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1 de janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces – uma voltada para frente e a outra para trás.

Eu já vi mais magia no Ano-Novo, sei lá, sabe aquelas simpatias de Ano-Novo de comer 12 uvas, pular ondas, colocar flores no mar, beijar um homem solteiro, escolher as cores das roupas? Eu não acredito em nada disso, quero dizer, eu tenho uma ideia muito diferente sobre essa parada de inicio de ano.

Por exemplo, porque eu devo comemorar a entrada do novo ano numa data que simplesmente foi decreta por um governador de séculos atrás e que não tem importância na minha vida? Pensando por esse lado, a data escolhida foi apenas um decreto, poderia ser qualquer data, sei lá, poderia ter passado na cabeça que iriamos comemorar o ano novo dia 13 de Agosto e decretar isso e todos nos estariamos felizes da vida soltando fogos nessa data, pulando ondas, comendo lentilhas, fazendo promessas…. Isso tudo na nossa ingenuidade de achar que o dia 13 de Agosto é uma data mistica para pedidos serem atendidos e que o dia 14 de Agosto as coisas vão mudar.

Mas sabe o que faz as coisas mudarem de verdade? É que apenas na data que um cara que viveu à mais de 2000 anos decidiu como sendo nova que a gente verdadeiramente faz algo para mudar, é apenas no inicio de Janeiro que os regimes são feitos, que os estudos são tomados, que você começa a correr atrás de realizar as metas traçadas, que é o nome do pedido que você fez a Iemanjá quando jogou flores na agua e acredita que um Orixá que você não acredita no ano inteiro e vem a ter preconceito com quem acredita durante aquele ano, irá atender o seu pedido apenas porque você sujou a casa dela com plantas.

Outra coisa de ano novo, a virada de ano é a data onde existe mais pessoas da Umbanda, as pessoas deixam de ser católicas, evangélicas, crentes e fazem oferenda para Iemanjá, um Orixá que eles acreditam apenas na virada do ano, se vier durante o ano falar sobre Umbanda com essas pessoas elas já vem cheia de preconceitos “Eu não vou falar de Macumba”. E esse tipo de gente acha realmente que Iemanjá vai realizar o desejo delas?

Não estou falando que Iemanjá seja vingativa ou algo assim, mas o que realiza os desejos é a força na sua crença, oras, Papai Noel só existe para quem acredita nele, da mesma forma que milagres acontecem apenas para quem acredita.

Mas voltando ao assunto do Réveillon, eu acho que na verdade a tal “magia” que acreditamos que exista nessa data para que tudo mude, acontece em todas as épocas do ano, só precisamos ser capazes de parar para ver isso e nos esforçarmos para mim, já faz um certo tempo que a virada de ano acontece para mim do dia 26 para o dia 27 de Novembro, pois dia 27 de Novembro é a data que eu nasci, então o ano começou para mim realmente nessa data, todo dia 27 de Novembro eu posso falar de verdade que é um ano novo que se inicia e posso acreditar muito mais que exista uma certa magia nessa data, pois foi quando eu vim ao meu mundo então por esse fato essa data se torna especial para mim, do que acreditar na magia de uma data que só tem importância porque um cara a mais de 2000 anos decretou que seria ela que daria inicio aos anos.

Revendo os artigos antigos do meu computador, eu achei esse texto, achei ele interessante, pequenas coisas que podemos fazer para aproveitar melhor a vida, que tal aproveitar que o ano novo está chegando e pegar algumas dessas dicas para a nova década que virá?

Refletir, Meditar
Coma mais arroz integral e dê aos outros mais do que esperam, faça isso de bom gosto.
Decore seu poema preferido, não acredite em tudo o que ouvir.
Não gaste todo o seu dinheiro e não durma só quando gostaria.
Diga: eu te amo, somente quando seu amor for verdadeiro …
E se tiver que dizer eu lamento muito, olhe bem nos olhos da pessoa.
Namore pelo menos 6 meses antes de casar!
Se não acredita no amor a primeira vista, não zombe dos sonhos dos outros.
Ame profundamente e apaixonadamente,você pode se machucar, mas é a unica maneira de viver a vida em sua totalidade.
Se não estiver de acordo, seja ao menos leal.
Não ofenda, não julgue as pessoas pelos parentes que elas têm; fale lentamente, mas pense com rapidez.
Se alguém lhe fizer perguntas que não quer responder,sorria e pergunte: porque quer saber?
Lembre-se que um grande amor, assim como um grande sucesso, comporta um grande risco.
Quando alguém espirrar, lhe deseje SAÚDE!
Quando perder, nunca esqueça a lição e lembre-se da regra dos três ‘R” :
Respeite a si mesmo, Respeite os outros, se Responsabilize pelas próprias ações…
Não permita que um pequeno deslize danifique uma grande amizade.
Se perceber que cometeu um erro, repare-o imediatamente.
Sorria quando atender o telefone: quem estiver ligando vai perceber pela voz.
Case-se com alguem que gosta de conversar.Quando envelhecer, a habilidade no conversar será mais importante de qualquer outra coisa.
Passe um pouco do seu tempo em solidão, abra os braços para as mudanças, mas não se desfaça dos valores em que acredita.
Lembre-se que o silêncio, as vezes, é a melhor resposta.
Leia mais livros, assista menos TV, viva uma vida boa e honrável.
Mais tarde, quando não será mais jovem e lembrar do passado, vai saber como gozar a vida pela segunda vez…
Confie em Deus, mas feche bem o seu carro
Uma casa feliz é o que mais importa.
Faça tudo que estiver ao seu alcance para criar um ambiente tranquilo e em harmonia.
Em caso de desavenças com quem você ama, dê mais importancia ao presente, sem relembrar do passado
Leia nas entrelinhas e compartilhe seus conhecimentos. É uma das maneiras para conseguir alcançar a imortalidade.
Seja gentil com o seu planeta.
Nunca interrompa alguém que lhe esteja demostrando afeto…
Fique na sua, não seja metido…
Não confie em quem fecha os olhos quando beija…
Uma vez por ano, visite um lugar em que nunca esteve antes.
Se ganhar muito dinheiro, guarde uma parte para ajudar, quando ainda estiver em vida. É a maior satisfação que o dinheiro pode lhe oferecer em vida…
Lembre-se que as vezes obter aquilo que se quer, é somente uma questão de sorte…
Aprenda todas as regras para quebrar algumas delas…
Lembre-se que o melhor relacionamento é aquele em que o amor entre duas pessoas é maior do que a necessidade que elas têm uma pela outra.
Julgue o seu sucesso em relação àquilo em que deveria ter renunciado para obté-lo.
Se aproxime do amor e da cozinha com temerário abandono…
E Ame tudo e a todos acima de tudo!!

Eu sei que já falei de Natal, mas eu juro que não entendo o porque as pessoas esperam tanto pelo dia 25 de Dezembro, quero dizer, eu gosto mais do dia 24 de Dezembro, onde os lugares ainda estão abertos até tarde, os presentes são trocados e a ceia de Natal, no dia 25 não tem nada, sério… Nada mesmo, não tem trocas de presente, não tem nada aberto e o almoço é na verdade o que sobrou da ceia do dia 24 de Dezembro, os programas na TV, aberta ou fechada, são extremamentes chatos… Um tédio enorme.

Eu definitivamente não gosto do dia 25 de Dezembro, para mim o dia 25 de Dezembro é o pior dia do ano, a unica coisa boa é para a maior parte das pessoas é a folga no dia, mas apenas isso. Como passo o Natal na casa da minha avó eu nem aproveito o dia para sei lá… Ficar na internet, fora que Copacabana é extremamente quente, Dezembro é quente, ou seja, passamos um calor infernal.

Como trabalho de manhã os dias que eu não trabalho eu tento aproveitar para acordar tarde e nesse Natal eu consegui acordar mais tarde, ou seja, nem aproveitei o almoço, pois não estava com fome de verdade, minha irmã foi à praia, mas para alguém branquela como eu, que o Sol a qualquer hora é prejudicial, praia era algo fora de cogitação.

Os programas de TV estavam uma bosta, minha avó tem Sky, então tem alguns canais fechado, mas nada de bom para ver, apenas aqueles filmes que passam todos os anos e que eu já vi trocentas vezes, eu juro que estava quase pensando em assistir o especial da Xuxa, mas recuperei a minha sanidade e resolvi não ver.

Mas eu tive sorte esse ano, a lan perto da casa da minha avó abriu, então eu pude passar o dia na internet, mas a minha sorte não era tão grande, pois o ar condicionado da lan estava quebrado, por isso eu passei o dia 25 de Dezembro numa lan calorenta na internet por não ter nada melhor para fazer, sorte que eu estava com a minha mochila, pois na minha mochila tem desodorante, o que eu usei bastante não apenas em mim, mas ao meu redor, porque tinha gente que parecia que não tinha tomado banho.

Quando deu mais ou menos umas 20:30h minha mãe, irmã e prima foram na lan house perguntar se eu queria ir no show do Roberto Carlos e eu logicamente não aceitei… Antes que me ameacem de morte, eu não tenho nada contra o Roberto Carlos, só que eu odeio areia da praia na minha roupa, era um show gratuito que muita gente com baixa condição financeira gosta, por isso estaria cheio, eu não curto tanto as musicas do Roberto Carlos para aceitar ir para a praia, num calor imenso (mesmo sendo de noite), onde estaria cheio de gente para vê-lo no telão, uma vez que geralmente esses shows na praia você não consegue ver muita coisa devido a area VIP.

Os shows na praia, principalmente aqueles que a Globo patrocina, eles tem uma area VIP enorme com atores Globais, o que eu acho uma puta sacanagem, pois o pessoal da Globo tem dinheiro pra caramba para pagar ingresso para ir num show particular, os shows na praia vai a galera que não tem dinheiro para ver o idolo no Canecão, sei lá. Se bem que segunda a minha mãe não teve isso no show do Roberto Carlos, minha mãe disse que dava para vê-lo sem ser pelo telão.

Mas voltando ao assunto, continuei na Lan e sai faltando uns 10minutos para a lan fechar, achei mais uma coisa que estava aberta que era a Parme para comer alguma coisa e voltei para casa, como estava com uma dor enorme na coxa, que eu não sabia o que era, eu tomei uns remedios para dor (Ok, me senti o House agora) e acabei dormindo. Ou seja, nada de bom ou proveitoso foi feito, um dia totalmente morto… Eu realmente odeio o dia 25 de Dezembro.

É incrivel o que o Natal faz com as pessoas, é uma data que muda as pessoas, as pessoas mais felizes, mais caridosas, tudo bem que atualmente o Natal, ou melhor, o pré Natal atualmente é meio estressante, são pessoas correndo pelas ruas apressadas a procura dos presentes de ultima hora, muitas vezes o presente dado por má vontade à alguem que foi tirado no amigo oculto e que você não queria tirar. Mas o Natal é sempre uma data tocante, não sei se são as propagandas e musicas natalinas, ou a figura do papai noel, um velhinho que em uma noite se preocupa em entregar os presentes de todas as crianças. Mas de uma forma ou outra o Natal emociona a muita gente, talvez seja a proximidade da virada de ano, onde todas as esperanças são renovadas, mas de fato, não tem como não passar o ano pela espera do Natal, mesmo que essa espera seja só para ganhar um presente bem legal.

Cada um comemora o Natal de um jeito, alguns reune os parentes, outros vão na casa de amigos, alguns fazem amigo oculto, outros inimigo oculto, sempre com alguma coisa diferente.

O meu Natal é comemorado na casa da minha avó em Copacabana, assim que a gente chega na casa dela (onde passamos um periodo antes do Natal) a arvore de natal é montada e a partir daí os presentes que compramos é colocado debaixo dela, a arvore é toda enfeitada com bolas, pisca-pisca, a estrela na ponta e umas correntes nela, o diferencial dessa árvore e eu não sei da onde veio isso são os chocolate e balas que são presos nela, eu me lembro que quando eu era mais nova e os chocolates eram colocados logo que a árvore era montada, no dia do Natal só tinha chocolate ainda porque meus avós compravam mais para repor, a gente então pegava alguns chocolates e colocava na varanda para o papai noel comer, eu adorava essa noite magica.

Hoje em dia colocamos os chocolates apenas no ultimo dia, para garantir que no dia 25 ainda tenha algum chocolate na árvore. Os chocolates também mudaram, na minha época eram uns guardachuvas de chocolate, hoje em dia á batom, tortuguita, MM’s e outros assim.

minha arvore de natal

De noite minha mãe e minha avó montam a mesa de jantar, sempre cheia de comida, tem bacalhau, carne de porco, tender, lombo, além de alguma coisa para eu comer, pois como vegetariana não como nada disso, como sou vegetariana à pouco tempo (uns 5 ou 6 anos) ainda não tem nada que me seja fixo, cada ano é um prato diferente para mim.

Tem também a sobremesa, que geralmente temos a variedade entre pudim, sorvete, panetone, chocotone, gelatina e rabanada. A minha favorita é uma gelatina que é feita com guaraná, fica muito gostosa, vou ver se pego a receita e coloco aqui para vocês.

Após todos comerem e beberem, vamos para a sala onde está a árvore e os presentes e fazemos a troca dos presentes, como meu sobrinho é a única criança e adora dar presentes a gente deixa ele entregar os presentes de todos, apenas indicando para ele para quem deve entregar cada presente.

No dia 25 fazemos almoçamos todos juntos, o cardapio é o mesmo do jantar do dia anterior e cada um depois é livre para fazer o que quiser, como tudo se encontra fechado, eu geralmente me preparo anteriormente alugando filmes ou pegando seriados na internet.

Bem, é assim que eu comemoro o Natal e vocês?

Se tem algo que eu acho terrível é aquele tipo de pessoa que parece que você tem que assoprar na boca dela para ela respirar, aquele tipo de pessoa que depende de outro para tudo, parece que não sabe fazer nada sozinho, se você possui um irmão siames e não foram separados, tudo bem você depender do outro para tudo, mas fora isso não tem o porque.

E ainda tem pior, algumas pessoas assim ficam chateadas quando o outro se mete na vida delas, ou irritadas pelos pais não a deixarem fazer nada, se você quer ser totalmente independente, se não quer que opinem sobre sua vida, comece a não depender das pessoas para respirar, somente assim você vai conseguir independência total, porque aí você pode falar “eu não dependo de você para seguir a minha vida” e aí pode impedir de que falem sobre você.

Eu não me acho totalmente independente, quero dizer, ainda moro com a minha mãe e dependo dela para certas coisas, porém quando tenho um problema eu primeiro tento resolver, se não tiver nada que eu possa fazer, aí sim vou procurar ajuda com alguém que possa resolver, porque também procurar alguém que estará de mãos atadas como você, não vai adiantar muita coisa.

Conheço uma pessoa, não vou citar nomes, que tem mais ou menos a minha idade e vive reclamando que os pais mandam na vida dela, que ela já esta velha e os pais ainda a tratam como uma criancinha, que ela trabalha, faz faculdade, paga faculdade e os pais ainda querem controla-la. Bem, eu concordaria com a revolta dela se não fosse pela forma que ela age em relação a isso.

Tudo bem que ela trabalha, mas seu salário nunca chega no final do mês, então quem a socorre com dinheiro para saidas e passagem para a faculdade? Os pais dela. Ela não paga uma conta em casa, o celular dela quem coloca credito são os pais dela. Quando ela vai para uma balada e bebe demais, sempre liga para o pai ir pega-la de carro, qualquer problema que ela tem com chegar no horario certo em algum lugar, o pai dela novamente vai ajuda-la.

É muito facil dizer que é independente mas não vivenciar isso de verdade, acho que para alguém bater no peito e falar que é independente, tem que ser aquela pessoa que não depende de ninguém para pagar suas contas, e não falo contas do cartão de crédito e sim contas básicas, agua, luz, telefone, gás, alimentação… Essas coisas. Para ser independente você tem que saber se virar sozinho em um momento de dificuldade, para ser independente você não tem que contar com papai e mamãe para te pegar bêbado na balada.

O porque eu acho isso terrível? Porque esse tipo de pessoa não sabe resolver seus problemas, ela está sempre contando com outras pessoas para ajuda-la, ela não vira dependente apenas dos pais e sim de todos ao redor dela, seja para comprar uma roupa nova, procurar algo na internet, ir a algum determinado lugar… Parece que essas pessoas tem preguiça de pensar no que fazer e em como fazer, de certa forma é um pouco de preguiça, mas não de fazer, a preguiça é de pensar, ela não consegue pensar no que fazer, como fazer, aonde ir, como falar, para alcançar seu objetivo.

Uma das pessoas que eu conheço é assim, se você coloca uma pedra no caminho dela, ela não vai contornar, escalar a pedra ou quebrar a pedra, ela vai ficar sentada no meio do caminho a espera de que alguem a ajude a passar pela pedra, você não precisa exatamente segurar a mão dela e falar para ela ir com você, as vezes só preciso falar para essa pessoa que ela tem que contornar a pedra e ela o faz, só que para ela pensar nisso sozinha, ela não consegue.

Eu acho que a não ser que você seja siames que ainda não foi separado do seu irmão, você não pode depender dos outros para nada, pelo menos foi assim que eu aprendi, afinal as vezes as pessoas podem simplesmente não poder te ajudar por ter outras prioridades, por não querer, ou porque você rompeu a amizade com aquela pessoa.

Se você não tem problemas em ser dependente, em ter gente tomando conta da sua vida, te impedindo de fazer algumas coisas, te criticando por outras, tudo bem, pode continuar dependendo dos outros, mas caso queira realmente a liberdade, será necessário mostrar que está de verdade pronto a conseguir alcança-la, aguentando as consequencias que isso trará.

Leo e Bia

Como dito anteriormente, domingo dia 19 de Dezembro eu fui ver o filme “Leo e Bia” de Oswaldo Montenegro e após o filme tive a oportunidade única de participar de um debate com o próprio Oswaldo Montenegro em relação ao filme, isso foi muito interessante porque tivemos a oportunidade de saber as diversas opiniões sobre a historia do filme, inclusive a opinião do escritor, diretor… Que era o próprio Oswaldo.

Leo e Bia é uma historia passada na época da ditadura, a historia fala sobre atores de um grupo teatral e suas dificuldades, os problemas pessoais de cada um e depois sobe a proposta de irem morar no RJ para concretizar o sonho deles de viver de arte. A história poderia ser uma história normal, se não fosse baseada em fatos reais.

Atenção, a partir daqui poderá conter Spoiller, quem não desejar ler que pare por aqui.

A historia é baseada nos atores da compania que Oswaldo tinha, ele na historia seria o Leo, um jovem diretor de teatro, o fato de essa historia ser baseada em fatos reais é que é o grande diferencial desse filme para mim.

Geralmente ao ver um filme, você imagina que tudo vai dar certo no final, afinal as historias tem que ter um final feliz, mas a vida real não é bem assim, existe uma frase que eu li não me lembro aonde que fala “Os livros só tem um final feliz pois a historia parou de ser contado no momento certo” ou algo assim e Leo e Bia me fez realmente pensar nisso.

É muito fácil para quem ver condenar a Bia pelas decisões dela, mas no momento que paramos para pensar que ela não é apenas um personagem, que ela é alguem real, que teve uma educação que a fez ser daquela forma, as coisas mudam totalmente.

Bia perde a grande oportunidade de seguir a carreira de atriz para ficar com a mãe, uma vez que a mãe tinha tentado se suicidar, a mãe de Bia tambpem tem uma fixação por ela, uma obsessão que muitos consideram uma doença. Uma personagem de pura ficção poderia muito bem peitar a mãe pois sabe que terá um final feliz. Mas quando essa personagem é real? Ela sabe se a sua escolha terá um final feliz? Sabe se tudo dará certo e isso muda sua escolha totalmente.

Durante o debate o Oswaldo fez uma pergunta que após a pergunta me fez pensar bastante, ele perguntou quem seriamos nós no filme? As opções eram:

A “Cachorrinha” que é uma das personagens “normal” ela não quer mudar o mundo, não perde o sonho, ela só quer realizar o seu sonho que é ser atriz, namorar e casar, seria o tipo de pessoa que estava em casa fazendo doce quando ocorreu a 2ª guerra mundial.

A Bia, que é a garota que era oprimida pela mãe, a Rapunzel que precisa ser salva, mas não joga as suas traças para ser salva. A garota que desiste do sonho para ficar com a mãe.

Por ultimo a verdadeira protagonista da historia a Marina, uma personagem de espirito livre, que está para se lançar no mundo, agarrar as oportunidades, a garota politizada que quer na verdade mudar o mundo.

É complicado pensar em uma personagem apenas para sermos, porque as condições que vivemos são diferentes, eu na hora respondi a Cachorrinha, mas na verdade eu acho que tenho um pouco de cada personagem.

Da Cachorrinha porque eu as vezes sou a pessoa a simplesmente fazer doce quando o mundo está acabando, não estou sempre metida em todos os assuntos, porque isso seria altamente cansativo.

Da Marina porque eu acho que realmente posso mudar o mundo, quero dizer, eu faço protestos, tento influenciar pessoas a fazer o que eu considero como certo, sou em parte alguem de espirito livre e que gosta de agarrar as oportunidades.

Por ultimo da Bia porque sou apegada a minha familia, eu não conseguiria sair do meu estado percebendo que a minha mãe está na pior, porém nessa parte vem uma outra grande questão, a forma como minha mãe me criou.

Fui criada vendo que a familia é sempre mais importante, na minha casa passamos por grandes problemas já, e a familia era a unica que estava presente para ajudar em todos os momentos, na minha casa crescemos com companheirismo, com um apoiando o sonho do outro, nos sacrificando as vezes para ajudar o outro a realizar o sonho. Aprendemos a contar apenas com nós mesmos. Então acho que não poderia deixar a minha familia, a minha mãe para algo assim.

Agora a criação da Bia foi diferente, a mãe dela a prendia, tinha um amor pela filha que eu não considero como amor, mas era o unico tipo de amor que a garota conhecia e como ela deixaria a unica coisa que ela tinha para trás, se arriscando em algo que não tinha certeza? Pensar dessa forma nos faz balançar pelas nossas escolhar.

Por isso acho bacana que o filme Leo e Bia me fez realmente pensar, me fez ver cada personagem, ter uma empatia por eles.

Outra coisa que é bacana no filme é a forma que ele foi feito, foram gastos R$300.000,00 no filme, o que parece ser muito, mas em relação a cinema é muito baixo o orçamento. O filme só tem um cenário que é extremamente bem aproveitado com alguns objetos em cena, jogo de luzes essas coisas, o filme tem muita coisa de teatro e isso deixa o filme ainda mais legal.

Bem, para quem leu até aqui e ainda não viu o filme, vale muito a pena ver, eu gostei bastante, não sei muito ainda o que falar sobre ele, pois é um filme que me deixou pensativa até agora (escrevo essa postagem cerca de 8h após ver o filme), é realmente um filme que fica na sua cabeça.

Então galera, como dito antes estou meio sumida essa semana, mas fiquei de fazer postagem e programar para vocês, porém surgiram alguns contratempos que me fizeram não conseguir pensar em nada.

Na quinta feira, após voltar para casa fiquei sabendo que a minha bisavô, que morava em Juiz de Fora – MG, veio a falecer, isso me abalou muito, eu sei que ela era velha já, mas não tem como ficar sorrindo sabendo que nunca mais irei vê-la, por isso não consegui inspiração para escrever, estou ainda tentando aceitar esse fato e por isso minha próxima postagem, que pretendendo preparar hoje será sobre esse assunto, por isso não irei me prolongar muito aqui.

Outro motivo também é que hoje eu tive a oportunidade de ir ver o filme Leo e Bia, um filme de Oswaldo Montenegro e depois tive a oportunidade unica de ir a um debate que ele fez para falar sobre o filme, então eu sai de casa cedo e estou chegando apenas agora, irei falar mais sobre o filme também em outra postagem, mas já recomendo. Assistam, é realmente muito bom.

Uma terceira coisa que não tem nada a ver com esse meu sumiço, eu percebi que recebi uma visita no blog procurando o livro “Por trás das Sombras” para baixar, para quem não sabe, veja algumas postagens anteriores onde eu falo sobre o livro que eu estou escrevendo e que tem esse nome provisório, porém eu achava muito cedo para alguem estar procurando pelo meu livro e resolvi jogar o nome no Google, e tem pelo menos 4 livros com esse nome, eu gostaria da opinião de vocês, se eu devo continuar com esse nome para o livro ou devo escolher outro?

Bem galera, é isso que eu queria dizer, tentarei amanhã vir aqui e escrever alguns posts, mas se eu não conseguir, já sabem o motivo.