Posts com Tag ‘Rio de Janeiro’

No mês de setembro eu tirei férias no trabalho e como está virando rotina, sempre que consigo viajar vou para São Paulo para ficar na casa da Lee, desta vez resolvi ir de avião, primeira vez que eu iria viajar de avião e como tudo na minha vida, logicamente que minha viagem tinha que virar roteiro de um filme… Bem, não virou literalmente falando, mas foi no mínimo divertido.

Viagem de ida, o valor total da passagem foi R$66,66… O vôo era o A18 (18 dividido por 3 é igual a 6, ou seja 666)… Para completar eu só percebi depois que eu me sentaria na cadeira 13A… Desespero com a coincidência de números no meu primeiro vôo? Que isso, imagina… Tudo bem, cheguei no aeroporto e na hora de despachar a minha mala a atendente me disse que tinha um vôo saindo naquele horário e me perguntou se eu queria ir, eu respondi que não, porque já tinha combinado do pessoal me pegar no aeroporto.

Assim que eu entro no meu vôo, tinha uma pessoa na minha cadeira, eu falei com ele e ele percebeu que estava na cadeira errada, depois que eu me sentei no meu lugar veio na minha cabeça “Fudeu… O cara estava no meu lugar, queriam me colocar no vôo antes… Não era para eu sentar aqui, o avião vai cair e a unica pessoa que irá se salvar é quem está na 12A… Droga, porque eu não mudei de lugar?” Desespero? Que isso…

Eu então conferi a parada de prender a bandeijinha, se aquela porra tivesse quebrado eu ia sair gritando que o avião ia cair (isso que dá assistir o filme Premonição 1), mas ela não estava solta, então permaneci no vôo, o avião levantou vôo e eu comecei a sentir sono, olhei ao meu redor TODO MUNDO dormindo, pensamento pessimista na hora: “Merda, aconteceu alguma coisa, está vazando gás de algum lugar e todo mundo está sentindo sono e vai morrer, eu estou começando a sentir sono, ai meu deus… Eu vou morrer” antes que me perguntem… Não, eu não sou exagerada.

Durante o vôo, teve um momento que teve turbulência… Meus pensamentos do momento: “Fudeu, turbulência, é agora que vou morrer…” mas não foi naquele momento e do nada começa a fazer um barulho debaixo de mim, tremer e tal, meu pensamento: “Ai… É agora, eu vou morrer, porque não fui no vôo anterior? Porque não me sentei na fileira 12? O chão vai quebrar, a minha cadeira vai sair voando… Eu vou morrer, porque não fui ônibus?”

Ah, antes que eu me esqueça as pessoas suspeitas de serem terroristas… Eu cheguei para me sentar e o cara que já estava sentado na 13C me olhou meio puto, eu me esqueci que tinha que colocar a mala no porta malas em cima, daí pedi licença para ele de novo para colocar a mala, ele me lançou um olhar “Eu vou te matar” eu só me tranquilizei porque ele foi o primeiro a dormir graças ao gás sonifero do avião.

No final, quando pedem para as pessoas sentarem que estão preparando para o pouso, eu vejo um cara saindo do banheiro, com uma das mãos escondidas por dentro do casaco perto da cintura, como se fosse sacar uma arma, eu fiquei olhando para ele “Merda, merda, merda, esse cara é um terrorista, vai matar todo mundo ou fazer o avião bater em algum prédio… Como deixaram alguem entrar armado aqui? E o detector de metais, como não perceberam a arma dele? Fudeu… O vôo estava tão bom, porque o cara vai matar todo mundo? Eu acho que vou me esconder no banheiro”

Mas para a minha sorte, o cara não atirou em ninguém, para dizer a verdade, eu nem sei se ele estava armado, mas sei lá, na hora do desespero você pensa em tudo, desconfia até da agulha de trico da velhinha da sua frente, afinal se MacGyver consegui montar uma bomba com um chiclete, eu imagino o quão perigosa pode ser uma agulha de trico.

Mas enfim cheguei viva em SP, tudo ótimo, férias maravilhosas, mas então chegou o momento de partir… Como eu tinha que viajar com uma nova neurose, Lee, Ian e eu fomos ver Premonição 5 em 3D, não vou contar o filme, mas tem uma cena de avião e tem uma música que toca em um momento tenso do filme que é Dust In The Wind do Kansas, agora adivinhem qual musica em tenho no meu computador? Dust In The Wind… A Lee me proibiu de escutar essa música até eu chegar inteira no RJ.

Eu e a Lee resolvemos ir bem cedo para o Aeroporto, é melhor chegar cedo e esperar lá do que acabar se atrasando, graças a tudo o que existe que saimos terrivelmente cedo, meu vôo estava para sair às 14:45h no aeroporto de Congonhas, pelo menos era o que eu jurava, ao chegar no Aeroporto de Congonhas às 11:30h, fui na cabine da WebJet (eu fui pela TAM e voltaria pela WebJet) para saber onde eu faria o Check-in, descobri que o Check-in assim como o vôo era para ser feito no aeroporto de Guarulhos… Momento desespero “Puta que pariu, caralhos voadores me fodam… Me fudi bonito” (sim, eu sou fluente em palavrões) momento desespero onde a cor da sai do meu rosto, respirei fundo “Como eu consigo chegar no aeroporto de Guarulhos”. Para a minha alegria tinha um serviço do aeroporto que é o “Airport Bus Service” que nos leva do aeroporto de Congonhas para Guarulhos e por eu ter chegado extremamente cedo, eu não tive problemas, cheguei até terrivelmente cedo e meu único problema foi ficar mais de uma hora sem fazer nada…

Não é novidade para ninguém que o Rio de Janeiro está vivendo dias de horror, se você ainda não sabe disso em que planeta esteve nas ultimas horas? A cidade toda vive em situação de caos, é o medo de bombas, de ônibus pegarem fogo, tiros. O carioca está vivendo em pânico nos últimos dias.

No meu trabalho por exemplo, para tentar amenizar a situação de pânico que estava ontem, eles colocaram as duas televisões no Discovery Kids, provavelmente para não ficarem vendo notícias sobre o que estava acontecendo e ficarmos mais horrorizados, ou então uma tentativa de trazer um pouco de riso (?) para a gente no meio do caos que a cidade está vivendo, o que não adiantou muita coisa, já que hoje em dia muitos celulares possuem televisão e nas horas das pausas todos que tinham celulares com televisão ficavam se atualizando para atualizar os demais depois. Além é claro, do telefonema aos parentes que estavam em casa para ver se tinham alguma informação sobre o ocorrido.

Nas ruas é possível notar o quanto a população está amedrontada, ontem duas caixas deixadas em Ipanema, para uma promoção/distribuição não sei direito, causou pânico nas pessoas. Todos estão em alerta máximo e qualquer coisa já é motivo para desespero.

Quando voltava para casa hoje, sempre que passava perto de Postos de Gasolina, eu conseguia sentir o cheiro da Gasolina que eu nunca reparei antes e isso já era motivo de ficar preocupado.

Pode ter sido talvez piração minha, mas todos estavam preocupados, dava para perceber a tensão nos ônibus hoje, todos em silêncio, qualquer um que entrava era acompanhado pelo olhar de todos, os que tinham mochila muito cheia ou qualquer outro tipo de bolsa grande eram cuidadosamente estudados até a saida do ônibus, por falar em sair do ônibus, sempre que alguem saia, todos ficavam olhando disfarçadamente para o local que a pessoa tinha sentado para ver se ele não tinha deixado nenhuma bomba nem nada.

Se alguem virava o rosto olhando para trás o ônibus todo olhava e um barulho mais alto já era o suficiente para todos se amedrontarem, até mesmo o falatório de estudante no ponto de ônibus, já deixavam todos em alerta.

Pode parecer exagero de todos, mas realmente esse não é o ano do Rio de Janeiro, quem não se lembra das chuvas do ínicio do ano que trouxeram muitos mortos? Tem gente ainda se recuperando disso tudo e então o desespero volta com essa espécie de terrorismo no Rio de Janeiro.

Alguns cariocas tentam levar isso com humor, prova disso são as piadas feita no Twitter ou em outros blogs, mas é certo que pelo menos a maioria dos cariocas estão se sentindo sem nenhuma segurança e esperando que esse conflito onde já se conta com ajuda de canhões de guerra acabe logo, para que possam voltar as suas vidas normais.

Estava revirando algumas coisas antigas no computador e achei esse texto engraçadissimo de uma época que usavamos ICQ e que o Bate Papo da Uol estava na moda, naquela época era dificil alguem ter foto no computador para mandar, então tinhamos que nos contentar apenas com a descrição fisica, já que não existia maquina digital (não que eu soubesse) e para ter foto no computador você tinha que digitaliza-la.

Certo rapaz saradão, tentando arrumar alguém para traçar no fim de semana, entra e sai de várias salas, procura daqui, fuça dali e acaba gostando de uma garota que, na sala “Quero macho agora” digitava sem parar: “Quero rola, quero rola, quero rola agoraa”.
O apelido da garota era MolhadinhaRJ. Vamos ao diálogo!

SaradaodoRJ: Oi minha gata, estou aqui para satisfazê-la.
MolhadinhaRJ: Ai, que bom. Estava tão carente… Vc tc de onde?
SaradaodoRJ: De Ipanema, e vc?
MolhadinhaRJ: Mistério…
SaradaodoRJ: Ah gata que isso, vai fazer mistério? Fala de onde vc tc.
MolhadinhaRJ: Do Rio, ora. Meu nome é MolhadinhaRJ, o que vc esperava?
SaradaodoRJ: Mas de que lugar do RJ, gata?
MolhadinhaRJ: Mistério… sou uma mulher muito misteriosa.
SaradaodoRJ: Hummm, quero desvendar todos os seus mistérios
MolhadinhaRJ: Tenho prazeres sexuais muito peculiares…
SaradaodoRJ: Como assim?
MolhadinhaRJ: Vc gosta de sadomasoquismo?
SaradaodoRJ: Que que é isso?
MolhadinhaRJ: Dar uns tapinhas, levar uns tapinhas.
SaradaodoRJ: Lógico! Tem seda aí?
MolhadinhaRJ: Não é esse tipo de tapinha, gato. Tapa na cara, me dar na cara, levar na cara. Vc gosta?
SaradaodoRJ: Vc gosta de levar porrada?
MolhadinhaRJ: Humm, adoro levar uns tapinhas na cara.
SaradaodoRJ: Então toma, sua puta
MolhadinhaRJ: Hummm, assim eu vou gozar…
SaradaodoRJ: Toma, pá pá pá pá
MolhadinhaRJ: Pára, pára! Assim não.
SaradaodoRJ: Ué, como assim? Não era o que vc queria?
MolhadinhaRJ; Não, é que esse pápápápá é horrível. Parece tiro.
SaradaodoRJ: Então como é que eu vou fazer o barulho? Paf,soc, tum, pou!
MolhadinhaRJ: Cacete, isso aqui não é desenho do Batman, escreve alguma coisa sensual
SaradaodoRJ: Como é que eu vou ser sensual dando porrada?
MolhadinhaRJ: Faz o seguinte, não escreve nada, só bota assim “tô batendo”, sei lá
SaradaodoRJ: Tá, então toma, tô batendo
MolhadinhaRJ: Aiii, bate mais, dá na cara, me chama de cadela, de vagabunda
SaradaodoRJ: Cadela, vagabunda, toma, toma, tô batendo
MolhadinhaRJ: Ai, isso, vai, bate, me soca
SaradaodoRJ: Soco? Mas vai te machucar, eu luto jiu-jitsu
MolhadinhaRJ: Aiiiiii, que gostoso! Deve ser uma montanha de músculos…
SaradaodoRJ: Sim, sou 100 quilos de puro músculo
MolhadinhaRJ: Então me dá um mata-leão meu jiujiteiro, me joga no chão, me faz dar soquinho no tatame, meu totoso
SaradaodoRJ: Tô te socando, te enfiando a porrada, sua vagaranha! Tô batendo!
MolhadinhaRJ: Então me joga no chão e me põe de quatro!
SaradaodoRJ: Fica de quatro, vagaba. Geme, grita! Tô batendo!
MolhadinhaRJ: Quero que me meta…
SaradaodoRJ: Tô batendo.. digo, tô metendo…
MolhadinhaRJ: quero que vc pegue uma vassoura de piaçava e enfie em mim…
SaradaodoRJ: O q?
MolhadinhaRJ: É isso, mete, vai
SaradaodoRJ: Mas tem que ser de piaçava? Não serve de outro material?
MolhadinhaRJ: Não, tem que ser de piaçava, senão eu não gozo!
SaradaodoRJ: Bom, se é isso que vc quer… Pronto, tô metendo…
MolhadinhaRJ: Mete, mete ela todinha
SaradaodoRJ: Vc gosta disso?
MolhadinhaRJ: Sim, agora tira ela
SaradaodoRJ: Pronto
MolhadinhaRJ: Tô imaginando vc pegando graxa, passando na vassoura e metendo ela em mim…
SaradaodoRJ: Escuta aqui, vc é maluca?
MolhadinhaRJ: Sim, sou louca, tarada, doida, aiii, mete, vai
SaradaodoRJ: Tá bom, tô metendo.
MolhadinhaRJ: Isso, rebola com a vassoura dentro de mim, vai, mete…
SaradaodoRJ: Tô rebolando, metendo, botando, tá gostoso?
MolhadinhaRJ: Muito, ahhnnnn. Agora faz o seguinte…
SaradaodoRJ: O quê? Tira a vassoura e enfia pelo lado da piaçava?
MolhadinhaRJ: Não, pega seu pau e encosta no monitor…
SaradaodoRJ: O QUÊ?
MolhadinhaRJ: É isso mesmo, bota, vai, que eu vou subir em cima do monitor e me esfregar todinha nele…
SaradaodoRJ: Mas é assim que se transa pela internet?
MolhadinhaRJ: É assim que eu gosto… Vai, encosta e se toca.
SaradaodoRJ: Mas eu vou sujar meu computador todo
MolhadinhaRJ: Eu também vou deixar o meu molhadinho, vai, encosta…
SaradaodoRJ: Tá bom, eu estou com ele encostado no monitor
MolhadinhaRJ: Aiiii, hummmm, que delícia
SaradaodoRJ: Como é que vc está conseguindo bater no teclado?
MolhadinhaRJ: Ahnnnn, devd aatar sanndo tdo erasdfo ms fdd d=se
SaradaodoRJ: O QUÊ?
MolhadinhaRJ: Ajjjjh v gozoar
SaradaodoRJ: Puta merda
MolhadinhaRJ: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
SaradaodoRJ: Gozou?
MolhadinhaRJ: Não, caí no chão
SaradaodoRJ: ESSA MULHER É DOIDA!
MolhadinhaRJ: Calma, meu jiujiteiro… ai, foi tão gostoso
SaradaodoRJ: Escuta, vc não prefere fazer isso ao vivo?
MolhadinhaRJ: Claro, gostoso, vem me pegar e vamos fazer a noite inteira
SaradaodoRJ: Tá bom, finalmente vou saber onde vc mora. Onde é?
MolhadinhaRJ: Em Ipanema, na Vinicius de Moraes
SaradaodoRJ: Mas é aqui do lado, eu moro na Prudente
MolhadinhaRJ: Que bom, então vem pra cá agora. Eu moro no 3456
SaradaodoRJ: Que coincidência, minha avó paterna mora nesse predio. Conhece a dona Célia?
MolhadinhaRJ: Renatinho?
SaradaodoRJ: VOVÓ?