Arquivo da categoria ‘Citações’

Tenho visto atualmente uma série chamada Scrubs, ela é bem divertida é um seriado que mostra a vida de diversos personagens que trabalham no hospital Sacred Heart, criado para a série, o legal é que Scrubs é uma série de humor, porém não usa os tradicionais sons de risadas, o protagonista da série é o J.D. que tem sempre uma moral filosófica no fim de cada episódio.

Consegui achar algumas citações da série que achei muito legal e resolvi compartilhar agora com vocês, espero que gostem também.

“O primeiro passo para resolver um problema é admitir que tem um; e depois começar a se sentir você mesmo novamente”

“Não importa quão solitário esteja, ou quanta dor você sinta; com a ajuda dos amigos tudo ficará melhor”

“Pode ser que a coisa que você mais odeie, seja a que você mais sentirá falta um dia”

“Você não tem nada, se não acreditar que o amanhã será melhor que hoje”

“Nas histórias fantasiosas, todo mundo termina alegre no final mas na vida real não é bem assim: Sempre que conquistamos algo que queríamos sentimos falta de algo que deixamos para trás.”

“Só pode se perder, quem não tem um propósito.”

“A luta entre os sexos sempre haverá às vezes os homens têm que se render às vezes basta dar um simples passo mas, por mais clichê que possa parecer, as vezes basta o apoio do homem para tudo ficar bem”

Anúncios

Baseado no post onde coloquei informações sobre Sandman, eu resolvi fazer esse post sobre o filme de V de Vingança, escolhi o dia de hoje, porque é A data no filme, vocês verão o porque falo isso nas citações abaixo:

“O Povo não deve temer o seu Governo, é o Governo que deve temer o seu povo”

“O barulho, é relativo ao silêncio que o precede que o precede. Quanto mais absoluta a quietude, mais devastadoras as palmas”

“Os nossos mestres não escutam a voz do povo há gerações Evey…e ela é muito mais alta do que eles se recordam”

“Cubro minha infãmia manifesta com estranhos farrapos das Sagradas Escrituras e pareço um santo, quando banco mais o Diabo!”

“Lembrai,lembrai. O cinco de novembro…a polvora,a traição e o ardio…Como podes esquecer uma traição de polvora tao vil!”

“Um símbolo sozinho não tem poder, mas é o povo que da poder aos simbolos”

“Pensa assim ou… é o que querem que pense?”

“Atrás dessa máscara há mais do que carne e sangue: Senhor Creedy, atrás dessa máscara há uma idéia, e as idéias são á prova de balas.”

“Eu não estou aqui pelo que você esperava fazer, mas sim pelo que você fez.”

“Eu era santo enquanto o diabo era Majestade”

“Assim como Deus, eu não jogo dados e não acredito em coincidências…”

“Um amor pode mudar toda uma história, pode tornar tudo melhor. Pode fazer a guerra valher a pena!”

“Ja vi pessoas matarem por suas ideias, e morrem tentando defende-las”

“Os artistas usam a mentira para revelar a verdade, enquanto os políticos usam a mentira para esconde-la.”

“Uma revolução não vale a pena sem uma dança.”

“Suas bombas não matam nossa fome, mas alimentam nossa desgraça.”

“Não há certezas, apenas oportunidades.”

“Não se deve contar com a minoria silenciosa, pois o silêncio é algo frágil. Um ruído alto… e está tudo acabado. O povo está amedrontado e desorganizado demais. Alguns tiveram a oportunidade de protestar, mas foram como vozes gritando no deserto. O Barulho é Relativo ao Silêncio que o Precede. Quanto Mais Absoluta a Quietude, Mas Devastadoras as Palmas.”

“Igualdade, justiça e liberdade são mais que palavras; são perspectivas!”

“As palavras sempre manterão o seu poder para aqueles que ouvem a enunciação da verdade.”

“A violência pode ter bom uso.”

“Toda vez que o mundo mudou foi para a pior.”

“Roubar implica em posse, você não rouba o controle. Você meramente o retoma.”

“Eu dedico esse concerto a senhora justiça que a muito tempo tirou férias desse país e em reconhecimento ao impostor que tomou o seu lugar.”

“O ódio me ensinou a comer, a dormir, a respirar. Construiu meu mundo! E era tudo o que eu tinha correndo pelas veias.”

“Não existe coincidência, apenas a ilusão de uma coincidência.”

“Eu faço tudo o que faz um homem; Quem faz mais deixa de sê-lo.”

“Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo.”

“O homem que se vangloria não tem seu mérito reconhecido.”

“O País não precisa de um prédio e sim de esperança.”

“O que importa são as ações.”

“Enquanto atos forem usados no lugar do dialogo palavras sempre terão seu poder.”

“Nosso dever é dar as notícias. Fabricá-las é trabalho do governo.”

“Desculpe não ser uma pessoa mais forte.”

“Final feliz como só o cinema pode fazer.”

“Você usa a máscara tanto tempo que esquece quem você é.”

“O medo se tornou a arma principal desse governo.”

“Estamos presos ao modelo, somos parte dele.”

“Um símbolo sozinho pode não representar nada, mas se todos se juntam, um símbolo pode significar muito, pode significar a mudança de um pais”

“Estás temeroso de ser o mesmo em teu próprio ato e valor de que em teu desejo? Não terás o que mais estimas , o ornamento da vida , e viverás um covarde em tua própria estima, deixando “Eu não posso” ultrapassar “eu farei”, como o pobre gato no adágio?”… És um homem”.

“Eis que me fiz de santo quando na verdade era o demônio”

“Esconda-me e seja meu ajudante pois tal disfarce por acaso vai tomar a forma do meu propósito.”

“Um homem pode morrer, lutar, falhar, até mesmo ser esquecido, mas sua idéia pode modificar o mundo mesmo tendo passado 400 anos.”

“Ainda que nossa integridade valesse pouco, era tudo o que tínhamos”

“Lembrai, lembrai do cinco de novembro
A pólvora, a traição, o ardil
Por isso não vejo como esquecer
Uma traição de pólvora tão vil”

“Existe um rosto por trás dessa máscara, mas não sou eu. Eu sou aquele rosto tanto quanto os músculos e ossos por baixo dele”

“A anarquia ostenta duas faces. A de Destruidores e a de Criadores. Os Destruidores derrubam impérios, e com os destroços, os Criadores erguem Mundos Melhores.”

“É muito censurado mas acontece freqüentemente que com aspecto de devoção e piedade adoçamos o próprio demônio.”

“Desdenhando a fortuna e abrandir sua espada fumegante em sua sanha sangrenta.”

“Mas e quanto ao homem? Sei que seu nome era Guy Fawkes. Sei que, em 1605 ele tentou explodir o Parlamento. Mas quem era ele, realmente? Como ele era? Falam para nos lembrar-mos da idéia, não do homem… Pois um homem pode fracassar. Ele pode ser preso, morto e esquecido. Mas, 400 anos depois uma idéia ainda pode mudar o mundo. Testemunhei em primeira mão a força das idéias. Vi gente matar em nome delas e morrer defendendo-as. Mas você não pode beijar uma idéia. Não pode tocá-la ou abraçá-la. Idéias não sangram. Idéias não sentem dor. Elas não amam. E não é de uma idéia que eu sinto falta. É de um homem. Um homem que me fez lembrar de 5 de novembro. Um homem que jamais esquecerei.”

“Boa Noite, Londres. Permitam que eu primeiramente desculpe-me por esta interrupção. Eu, como muitos de vocês, gosto de parar para apreciar os confortos da rotina diária, a segurança, a família, a tranqüilidade. Eu aprecio-os tanto quanto todo mundo. Mas no espírito de comemoração, daqueles eventos importantes do passado associados geralmente com a morte de alguém ou ao fim de algum esforço sangrento terrível, uma celebração de um feriado agradável, eu pensei que nós poderíamos marcar este 5 novembro, um dia que não é recordado, fazendo uso de algum tempo fora de nossas vidas diárias para sentar e ter um bom bate-papo. Há naturalmente aqueles que não querem que eu fale. Eu suspeito que agora mesmo, estão dando ordens aos telefones, e os homens com armas estarão aqui logo. Por que? Porque mesmo que a violência possa ser usada no lugar da conversação, as palavras reterão sempre seu poder. As palavras oferecem os meios ao povo, e para aqueles que escutarão, o anúncio da verdade. E a verdade é que há algo terrivelmente errado com este país, não há? Crueldade e injustiça, intolerância e depressão. E onde uma vez você teve a liberdade a objetar, pensar, e falar, você tem agora os censores e os sistemas de escutas que exigem seu conformidade e que solicitam sua submissão. Como isto aconteceu? Quem é responsável? Certamente há aqueles mais responsáveis do que outros, e serão repreendidos, mas a verdade seja dita outra vez, se você estiver procurando o culpado, você necessita olhar somente em um espelho. Eu sei porque você o fez. Eu sei que você estava receoso. Quem não estaria? Guerra, terror, doença. O medo começou melhor de você, e em seu pânico você girou para o agora alto-chanceler, Adam Sutler. Prometeu-lhe a ordem, prometeu-lhe a paz, e tudo que exijiu no retorno era seu consentimento silencioso, obediente.
Na última noite eu procurei terminar esse silêncio. Na última noite eu destruí o Old Bailey, para lembrar este país do que ele se esqueceu. Há mais de quatrocentos anos um grande cidadão desejou encaixar para sempre o 5 de novembro em nossa memória. Sua esperança era lembrar o mundo que a justiça e a liberdade são mais do que palavras, são perspectivas. Assim se você não visse nada, se os crimes deste governo permanecessem desconhecidos a você então eu sugeriria a você que passe o 5 de novembro em branco. Mas se você ver o que eu vi, se você sentir como eu me sinto, e se você procurar como eu procuro, então eu peço-lhe para estar ao meu lado em um ano, fora das portas do Parlamento, e juntos, nós daremos a todos um 5 de novembro inesquecível!!!”

“Creedy: Você não chora como ele. Você é como eu, não tem medo de morrer.
V: A única coisa que temos em comum, Sr. Creedy, é que ambos estamos prestes à morrer.
Creedy: (Risada) E como isso vai ser?
V: Com as minhas mãos no seu pescoço.
Creedy: Ora seu idiota… Nós vasculhamos o local, você não tem nada além de suas facas e seus malditos golpes de karatê… Nós temos armas.
V: Não… O que vocês têm são balas e a esperança de que quando elas acabarem eu não esteja mais de pé, porque se eu estiver… vão estar mortos antes de recarregar.
Creedy: Matem-no!
(Todos descarregam suas armas em V)
V: Minha vez.
(V começa a matar a todos e só Sr. Creedy consegue recarregar a pistola e volta a atirar em V)
Creedy: Por que você não morre? Por que você não morre?
V: Porque por detrás desta máscara não existe apenas carne. Existe uma idéia, e idéias, Sr. Creedy, são a prova de balas.
(V mata Sr. Creedy e volta para Evey)”

“Evey: Quem é você?
V: Quem? Quem é só a forma que deve ter um porquê, e o quê eu sou é um homem de máscara.
Evey: Isso eu já notei!
V: É claro que já. Não questionei seus poderes de observação, apenas enfatizei o paradoxo de perguntar ao mascarado quem ele é.”

“Inspetor Finch: Quem era ele?
Evey: Ele era Edmont Dantes, era meu pai, minha mãe, meu irmão, meu aimgo. Ele era eu, era você, era todos nós.”

“Sei que não há como convencê-la de que isto não é um truque mas não faz mal. Sou eu. Meu nome é Valerie. Não creio que viverei muito tempo e quero falar sobre a minha vida. Esta é a única biografia que eu vou escrever e faço isso em papel higiênico.
Nasci em Nottingham, em 1985. Não me lembro muito da infância, mas eu me lembro da chuva. Minha avó tinha uma fazenda e ela dizia que Deus estava na chuva. Fui aprovada no exame para o curso secundário. Na escola, conheci minha primeira namorada. Seu nome era Sarah. Foram seus pulsos. Eles eram lindos. Achei que nos amaríamos para sempre. O professor dizia que era uma fase da adolescência que superaríamos. A Sarah superou. Eu não superei.
Em 2002, eu me apaixonei por uma garota chamada Christina. Naquele ano, contei aos meu pais. Não poderia ter feito isso sem a Chris segurando minha mão. Meu pai não olhou para mim. Disse-me para ir embora e nunca mais voltar. Minha mãe não falou nada. Mas eu só contei a verdade a eles. Isso foi egoísmo demais? Nossa integridade vale tão pouco, mas é tudo o que temos. É o mais importante em nós. Mantendo nossa integridade, somos livres. Sempre soube o que queria da vida.
Em 2015, eu estrelei meu primeiro filme, As Dunas de Sal. Foi o papel mais importante da minha vida, não pela carreira, mas porque assim conheci a Ruth. Na primeira vez em que nos beijamos, eu soube que nunca mais iria querer beijar outros lábios. Nós nos mudamos para um apartamento em Londres. Ela plantou Scarlet Carsons para mim na janela e nosso apartamento sempre cheirava a rosas. Foram os melhores anos da minha vida.
Mas a guerra dos EUA foi piorando e, no fim, chegou a Londres. Depois disso, não havia mais rosas… Não para todos. O significado das palavras começou a mudar. Palavras como “colateral” e “rendição” inspiravam medo… Enquanto ganhavam força “Nórdica Chama” e “Artigos de Submissão”. Lembro-me de como “diferente” virou “perigoso”. Ainda não entendo por que nos odeiam tanto. Eles levaram a Ruth enquanto ela comprava comida. Nunca chorei tanto na minha vida. Não demorou para virem me buscar. Parece estranho terminar a vida em um lugar tão horrível… Mas durante três anos eu tive rosas e não pedi desculpas a ninguém. Eu morrerei aqui. Cada pedacinho do meu ser perecerá. Cada pedacinho… Menos um. O da integridade. É pequeno e frágil… E é a única coisa que vale a pena ter. Nós jamais devemos perdê-lo. Nem deixar que o tomem de nós. Espero que, quem quer que você seja, escape daqui. Espero que o mundo mude e a vida fique melhor. Mas o que mais quero é que entenda a minha mensagem…Quando falo que mesmo sem conhecer você… E mesmo que talvez jamais conheça você… Ria com você, chore com você… Ou beije você… Eu amo você. De todo o coração… Eu amo você.
– Valerie”

Sandman é uma revista de história em quadrinhos , sucesso de crítica e público. Foi criada por Neil Gaiman em 1988 para o selo Vertigo da Editora DC Comics. Suas histórias descrevem a vida de Sonho, o governante do Sonhar (o mundo dos sonhos) e sua interação com o universo, os homens e outras criaturas.

Ele é um Pérpetuo – os Perpétuos são manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. Os 7 perpétuos não são deuses, mas sim entidades além, responsáveis pelo ordenamento da realidade conhecida. Só sua existência mantém coeso o universo físico e todos os seres vivos

Bem, agora que vocês tem uma vaga ideia de quem é Sandman, eu vou colocar algumas citações que tem nas revistas e que eu simplesmente adoro:

“É apenas isto: se você vai ser humano, tem um monte de coisas no pacote.
Olhos, um coração, dias e vida. Mas são os momentos que iluminam tudo.
O tempo que você não nota que está passando… é isso que faz o resto valer.”

“Sonhos não fazem promessas”

“Você já amou? É horrível, não? Você fica tão vulnerável. O amor abre o seu peito e abre o seu coração e isso significa que qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura inteira, durante anos, para que nada possa lhe causar mal. Aí uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outro idiota, entra em sua vida. Você dá a essa pessoa um pedaço seu, e ela nem pediu. Um dia, ela faz alguma coisa besta como beijar você ou sorrir, e de repente sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo que é seu e lhe deixa chorando na escuridão. E então uma simples frase como ‘talvez devêssemos ser apenas amigos’ se transforma em estilhaços de vidro rasgando seu coração. Isso dói. Não só na sua imaginação ou mente. É uma dor na alma, uma dor no corpo, é uma verdadeira dor-que-entra-em-você-e-o-destroça-por-dentro. Nada deveria ser assim, principalmente o amor.

Odeio o amor”.

“Às vezes é um erro subir, mas é sempre um erro nunca tentar. Se você não subir, não vai cair. A verdade é essa, mas será tão ruim assim fracassar, tão duro cair? Às vezes, você desperta … outras, sim, você morre. Mas há uma terceira alternativa. Você voa.”

“Todas as histórias tem finais felizes se soubermos quando parar de conta-las, pois se você as deixa durar muito terminam sempre em morte.”

“Só tenho dois tipos de sonhos: os ruins e os terríveis. Com os ruins consigo lidar, são apenas pesadelos e logo acabam, eu acordo. Os sonhos terríveis são os sonhos bons, nos sonhos terríveis tudo vai bem…. Tudo é maravilhoso e normal. Tudo vai bem. Aí … eu acordo e ainda sou eu. E continuo aqui. E isso é realmente terrível.”

“Algumas coisas são grandes demais para serem vistas. Algumas emoções enormes demais para serem sentidas.”

“SONHEM! Sonhos moldam o mundo. Sonhos recriam o mundo, todas as noites.”

“O que ganho eu, se conquisto aquilo que busco? Um sonho, um alento, uma espuma de alegria fugidia. Quem compra o contentamento de um minuto para se lamentar uma semana?”

“Andei fazendo uma lista de tudo que não ensinam na escola. Não ensinam a amar. Não ensinam a ser famoso. Não ensinam a ser rico ou pobre. Não ensinam a se afastar de alguém que você não ama mais. Não ensinam a saber o que se passa na cabeça dos outros. Não ensinam o que dizer a alguém moribundo. Não ensinam nada que valha a pena saber”

“O mundo é tão sólido e estável quanto uma camada de espumas sob um poço sem fundo de águas negras.
Significa que somos apenas bonecas. Que não sabemos nada sobre o que realmente acontece.
Que só nos enganamos sobre controlarmos nossas vidas porque a uma distância menor do que a espessura do papel, coisas que nos levariam à loucura, se pensássemos nela por muito tempo, brincam conosco”.

“Às vezes, podemos escolher o caminho por onde seguimos. Em outras, nossas escolhas já foram feitas. E algumas vezes, simplesmente não temos escolha”

“Se houvesse tempo para voltar,
eu teria continuado.
Se houvesse tempo para
continuar,eu teria vivido”

“Por que eles culpam a mim pelos seus defeitos? Usam meu nome como se eu passasse o dia inteiro instigando-os a cometerem atos que, de outra forma, achariam repulsivos. “O demônio me forçou”. Nunca forcei ninguém a fazer nada. Nunca. Eles vivem suas vidas medíocres. Eu não as controlo de maneira alguma. Então eles morrem, vêm para cá (tendo transgredido o que acreditavam ser certo) e esperam que seus desejos de dor e retribuição sejam satisfeitos por nós. Eu não os faço vir para cá. Eles falam de mim como se eu andasse por aí comprando almas na feira, e nunca pararam para se perguntar por quê. Eu não preciso de almas. E COMO ALGUÉM PODE COMPRAR UMA ALMA? NÃO. ELES PERTENCEM A SI MESMOS… MAS ODEIAM TER QUE ENCARAR O FATO.”

“Como você se sentiria sobre a vida se a Morte fosse sua irmã mais velha?”

“Eu sei o que vocês pensam de mim, mas eu sei de coisas que nenhum de vocês sabem!”

“Eles vêem apenas o prêmio, seu maior desejo, seus sonhos… Mas preço de se receber aquilo que se quer é receber aquilo que um dia se quis.”

“Quando a primeira coisa viva surgiu, eu estava lá esperando. Quando a última coisa viva morrer, meu trabalho terá terminado… Eu colocarei as cadeiras sobre as mesas, apagarei as luzes e deixarei pra trás todo universo enquanto saio.”

“Eu te concedo o dom do despertar eterno”

“Que poder o inferno teria se os presos daqui não conseguissem sonhar com o paraíso?”

“Corpos são estranhos. Algumas pessoas têm problemas sérios com algumas coisas que acontecem no interior deles. Você descobre que dentro de alguém que você conhece só há muco, carne, limo e ossos. Eles menstruam, salivam, defecam e choram. Você sabia? Isso às vezes acaba com o romance.”

“Desespero diz pouco mas é paciente.”